Afinal, “papagaio-mor do reino” é um comentador televisivo. Brazão iliba Marcelo e Costa no caso Tancos

António Cotrim / Lusa

O major Vasco Brazão da Polícia Judiciária (PJ) durante a sua audição na Comissão Parlamentar de Inquérito

O inspector-chefe da Polícia Judiciária Militar, o major Vasco Brazão, garante que quando falou em “papagaio-mor do reino” se referia a um comentador televisivo e não ao Presidente da República, no âmbito do esquema da recuperação das armas roubadas em Tancos. E também iliba António Costa de responsabilidades.

A expressão utilizada pelo major foi captada nas escutas telefónicas realizadas pela Polícia Judiciária (PJ) no âmbito do caso do roubo de armas em Tancos. O processo judicial tem 23 arguidos, entre os quais Vasco Brazão e o ex-ministro da Defesa Azeredo Lopes. Entre os arguidos, 9 são acusados de terem planeado e roubado as armas nos paióis, e os outros 14 são suspeitos de terem encenado a recuperação do material de guerra.

Nas escutas telefónicas realizadas, no decurso da investigação, a expressão “papagaio-mor do reino” registada numa conversa do major Vasco Brazão levou à suspeita de que ele estaria a falar de Marcelo Rebelo de Sousa e de que o Presidente da República estaria a par dos detalhes da encenação.

Mas o major assegura agora, em declarações ao Expresso, que “falava de um comentador televisivo, utilizando uma alcunha” que diz usar “habitualmente” para se referir a ele. “Essa conversa com a minha irmã é completamente inócua para o processo. Eu quis tranquilizá-la”, atesta ainda, concluindo que pode “não ter sido feliz nos termos utilizados” numa altura em que a sua família “estava sob uma grande pressão, porque decorria a comissão parlamentar de inquérito” e ele “estava em prisão domiciliária”.

O inspector-chefe da Polícia Judiciária Militar (PJM) considera também que “é abusivo o caso que se quis fazer acerca de uma conversa que nem é relevante para o objecto do processo”.

Vasco Brazão iliba, desta forma, Marcelo Rebelo de Sousa. “Sempre vi, nas suas declarações públicas, o Presidente da República muito empenhado em que se descobrisse toda a verdade sobre este caso, o que me leva a acreditar que fala verdade quando afirma que desconhecia os termos da operação da PJM”, aponta no Expresso.

O major também diz que não tem dados que indiquem que o primeiro-ministro tinha conhecimento do processo, mas “o então ministro da Defesa seguramente sabia o que se estava a passar”, nota, apontando o dedo a Azeredo Lopes na encenação. Uma operação que assegura ter sido “dirigida pelo director-geral da PJM, o coronel Luís Vieira, com o conhecimento e acompanhamento do director de investigação criminal da PJM, o coronel Manual Estalagem”, que não está entre os arguidos do caso.

Vasco Brazão também justifica o facto de não se ter informado o Ministério Público, nem a PJ, da operação de recuperação das armas com o “desígnio de assegurar a recuperação do material de guerra furtado, cujo desaparecimento constituía um risco gravíssimo para a segurança nacional”.

“Não negociámos com ninguém, trabalhámos com um informador, de cuja existência tomámos conhecimento através da GNR de Loulé“, acrescenta o major.

ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. – Então quem era afinal o papagaio-mor do reino, eh? Querem ver que o visado era o Ricardo Araújo Pereira?! Ou seria o Pedro Mexia?!

  2. Mais uma palhaçada a juntar a tantas outras. Afinal o papagaio-mor era um da TV, mas não diz quem é. Podia dizer o nome para também o público aferir se esse tal é um papagaio ou não. CAMBADA!! E os pagadores de impostos a pagar para essas corjas!!

  3. Como pode um país chegar longe quando tem inspectores gerais com o perfil de ” moços de esquadra”. Coragem teve o nosso Capitão Salgueiro Maia quando reuniu o esquadrão e comunicou: “Existem vários tipos de Estado entre os quais o estado a chegámos”. Na altura teve coragem e nos tempos que correm teve raźão.

  4. Este Brazão, alem de ser um criminoso, também nos saiu um belo papagaio!…
    Até tem piada, vermos este “artista” que foi que preparou esta encenação toda, a apontar o dedo a outros – além de ter escondido tudo do MP e da PJ!!

  5. Perante afirmação tão desconfortável é evidente que este concluiu que melhor seria inventar outro papagaio não fosse o diabo tece-las e assim faz de conta que ninguém ficará a saber quem é o verdadeiro papagaio-mor.

  6. Sr. Major, ao menos por uma vez tenha a coragem de assumir as suas atitudes e não faça de nós parvos! Todos nós sabemos muito bem a quem se referia!
    Mal vai o Exército, quando os nossos Soldados abdicam das suas obrigações para com a Pátria e se vergam aos jogos dos políticos….
    Não foi isso que certamente lhe incutiram nos bancos da Escola do Exército…

  7. Mas…
    Não me levem a mal.. (sei que vão levar).
    Afinal para que precisamos de forças armadas?!
    Soberania! Põem os “patriotas” ao peito…
    E eu Respondo…
    ãh?! WFT??!

RESPONDER

Supremo espanhol ordena libertação imediata dos nove políticos catalães

O Supremo Tribunal espanhol ordenou, esta quarta-feira, a libertação imediata dos nove líderes independentistas catalães condenados pela tentativa separatista de 2017, depois de o Governo ter concedido um indulto por "razões de utilidade pública". Segundo a …

Corona quer sair do FC Porto e tem uma escolha de eleição

Em final de contrato com o FC Porto, Jesús Corona olha para a porta de saída e vê no Sevilha a escolha de eleição para seguir a sua carreira. Jesús Corona termina contrato com o FC …

Índia alerta para variante Delta Plus, já presente em Portugal. É a chamada "mutação nepalesa"

A Índia alertou, esta terça-feira, para uma mutação da variante Delta, chamada Delta Plus, que já terá sido detetada em nove países, incluindo Portugal. O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge confirma que se …

PS acusa Rui Rio de "incoerência" por criticar Governo após palavras de Merkel

Sobre as críticas de Angela Merkel subscritas por Rui Rio, Ana Catarina Mendes lembra que, "em maio, o PSD criticava o Governo por não ter ainda anunciado a abertura aos voos do Reino Unido". A líder …

Arqueólogos investigam mistério de túmulos reabertos há 1400 anos

Um novo estudo mostra que pessoas que viviam na Europa há cerca de 1400 anos tinham o hábito de reabrir túmulos e retirar de lá certos objetos, algo que os arqueólogos ainda estão a tentar …

O dilema de Costa nas negociações: de um lado a esquerda que quer "destroikar", do outro Centeno que deixa avisos

António Costa vai dar início às negociações sobre o Orçamento do Estado em julho, mas está numa encruzilhada: se, de um lado, tem a esquerda a pressioná-lo com o dossiê do Código do Trabalho; do …

"Dever de neutralidade". Portugal não assinou carta contra a Hungria pelos direitos LGBTI

O Governo de António Costa está a ser duramente criticado por ter recusado subscrever uma carta assinada por 13 Estados-membros da União Europeia (UE) contra a Hungria, na defesa dos direitos LGBTI neste país. O …

Jogos de futebol emocionantes podem (literalmente) parar o coração

Um equipa de investigadores descobriu que um jogo de futebol emocionante, que deixa as pessoas stressadas ou zangadas, pode provocar um ataque cardíaco. Em 2014, a Alemanha venceu a Argentina na final do Campeonato Mundial de …

PSD aprovou lei que mantém libertação de presos

Num texto conjunto com o PS, no ano passado, o PSD propôs que a vigência do regime de perdão de penas no âmbito da covid-19 terminasse "na data a fixar em lei própria". O líder do …

Exoneração de encarregado da Câmara de Lisboa congelada. Falta divulgar relatório da auditoria

A exoneração do encarregado de proteção de dados, na sequência do envio de dados de manifestantes para várias embaixadas estrangeiras, só se irá materializar caso Fernando Medina garanta a aprovação em Reunião de Câmara. O Expresso …