Nota artística: PAOK – Benfica, o musical

Eis o primeiro jogo oficial da época para um “grande” português. Eis o Benfica. Eis Jesus. Eish, os nervos! Eis a Grécia. Eish, a tragédia!

Uma equipa grega num lado. Uma equipa portuguesa no outro. Uma equipa alemã no meio. Grécia-Portugal-Alemanha: há alguns anos esta sequência conduziria a conversa até um triunvirato que ficou conhecido como Perestroika sem o amigo Peres.

Desta vez foi um trio da bola. Com o homem do apito que, há duas épocas, esteve noutro duelo entre estas formações, na mesma competição e quase na mesma fase. Naquele tempo os portugueses ganharam por 4-1 aos gregos. Desta vez o trio foi o mesmo e o desfecho foi igualzinho…

Um trio apareceu também na equipa do filho de Deus: um trio de caras novas. Um belga, que demonstraria mais tarde que ainda não conhece o guarda-redes da sua equipa; um Pedrinho, que pediu ajuda ao São Pedrinho antes de começar; e um Everton que tinha a sua cebola quase a chorar, antes do início. Nervos. E ainda um médio, que não é reforço, mas reforçou esta ideia de ansiedade pré-apito inicial – Pizzi parecia uma pizza de quatro estações, sem saber para qual se haveria de virar.

O exterior demonstrou tremeliques, antes do jogo, mas foi no jogo interior que o Benfica brilhou, ao longo de praticamente toda a primeira parte. O vice-campeão luso confirmou que é melhor do que o vice-campeão helénico. Nem os 25 graus às 21h20 locais incomodaram os homens da turma portuguesa.

Quem esteve incomodado com a própria cabeça foi o internacional do país dos relógios. Uma vez, duas vezes, três vezes em que os corredores aéreos lhe apareceram à frente. Não aproveitou nenhum. À terceira até começou a falar para a própria cabeça. Não sei se a cabeça falou com ele.

O guarda-redes do Benfica, que há-de passar umas horas extra com o novo colega belga, esteve descansado ainda antes do descanso. Pouco trabalho durante três quartos de hora para o atleta que é alemão mas é grego (será que posso dizer que estava a jogar em casa?).

A pausa arrebitou os gregos. O alemão que é grego passou a ver a bola mais perto de si. O corajoso Abel empurrou os seus jogadores para a frente.

O que vale é que Vertonghen marcou um golo e inaugurou o marcador a favor do Benfica. Ai não! Marcou para o PAOK. Akpom olhou para Este e, aos 17 minutos, a bola entrou.

O que vale é que Živković marcou um golo e empatou o jogo para o Benfica. Ai não! Marcou para o PAOK. Ele mudou-se para lá há meia dúzia de semanas. Nunca um antigo futebolista do Benfica tinha apontado golo decisivo contra o conjunto da Luz, em duelo da UEFA. Para que é que foste quebrar esse registo? Deixa estar!

Lá vamos com tudo para o ataque. Mas as ideias escasseiam. E lá voltaram os nervos. Até que, no meio desta reunião da ONU – oito países representados em cada 11 inicial – foi um duo português a construir o último golo, já demasiado perto do fim. Nem ouvi nenhum adepto do Benfica, a festejar lá no estádio…

Mais de uma década depois, o Benfica não vai estar na fase de grupos da Liga dos Campeões, após tantas presenças consecutivas.

– Meu Pai, porque me abandonaste? – perguntou o treinador.
– O Cristo Redentor está à tua espera – ouviu-se. Não sei de onde.

Nuno Miguel Teixeira, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Adiem a Liga dos Campeões", pede o Borussia Dortmund

Sorteio está marcado para esta quinta-feira mas Michael Zorc avisa: "Faltam requisitos legais para a fase de grupos arrancar". A fase de grupos da Liga dos Campeões vai começar, pela primeira vez, em outubro. A primeira …

Artista "ressuscita" 54 Imperadores Romanos com ajuda da Inteligência Artificial

Artista canadiano usou um ramo da Inteligência Artificial para criar retratos ultra-realistas de antigos Imperadores Romanos como, por exemplo, Calígula, Nero e Adriano. A aparência física destes antigos Imperadores Romanos foi preservada em centenas de esculturas …

Cantar pode ser uma má ideia durante a pandemia

Uma nova pesquisa revelou que cantar em grupo pode ser perigoso em termos de propagação de patógenos. Esta é só mais uma prova de que 2020 chegou para pôr um travão na diversão. A Universidade de …

Emirados Árabes Unidos anunciam missão espacial à Lua para 2024

Um alto responsável dos Emirados Árabes Unidos disse hoje que o país tenciona enviar para a Lua uma nave com um veículo não tripulado em 2024. O desejo de pisar a lua é uma ambição de …

Exército norte-americano quer ter acesso à rede de satélites da SpaceX

O exército dos Estados Unidos está de olho na Starlink, a constelação de satélites da SpaceX, cujo CEO é o multimilionário Elon Musk e que tem como objetivo levar Internet de banda larga a todos …

Portugal tem cada vez menos água disponível

Portugal tem cada vez menos água disponível e nos próximos cem anos a precipitação em certas regiões do país, como o Algarve, pode sofrer uma redução de até 30%, alertou esta terça-feira a Associação Natureza …

Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade. As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município …

Suicídio entre militares norte-americanos aumenta 20% em época de covid-19

Os suicídios entre os militares subiram 20% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, registando-se um aumento nos incidentes de comportamento violento à medida que as tropas lutam contra a covid-19 e …

Turista apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma. Arrisca ser condenado a prisão

Um turista foi apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma, em Itália, e arrisca ser punido com um até um ano de prisão. De acordo com o diário italiano La Repubblica, o turista, …

Função Pública. Fesap exige subida de remuneração mínima para 693 euros

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) exige que a primeira posição da Tabela Remuneratória Única avance para 693,13 euros em 2021 e uma atualização do subsídio de refeição para seis euros. Estas duas medidas …