8 homens da série House of Cards acusam Kevin Spacey de assédio sexual

O actor Kevin Spacey é acusado por oito funcionários da série “House of Cards” de assédio sexual, depois de ter sido alvo de denúncia semelhante por parte do actor Anthony Rapp. O “terramoto” do caso Harvey Weinstein, acusado de assédio e violação por várias mulheres, continua a fazer “vítimas” e atinge também Dustin Hoffman.

Depois do conceituado produtor de Hollywood Harvey Weinstein ter sido acusado, por várias mulheres, de assédio sexual e violação, o actor Kevin Spacey é alvo de acusações similares por parte de vários homens que trabalharam consigo na série “House of Cards”, da Netflix.

Conforme relatos ouvidos pela CNN, o actor revelaria, ao longo das seis temporadas da série de sucesso que protagoniza, um comportamento de “predador sexual” que seria conhecido de todos os envolvidos na produção. Mas as pessoas tinham receio de divulgar os assédios por medo de acabarem despedidas, contam ao canal de televisão.

A CNN menciona “contactos não consensuais” e “comentários grosseiros”, envolvendo funcionários da produção da série que eram “tipicamente homens e jovens”.

Um antigo assistente de produção da série relata à CNN que Kevin Spacey terá colocado a mão dentro das suas calças, sem o seu consentimento, lamentando que existia “um ambiente tóxico para os jovens homens que tinham de interagir com ele”.

“Ele era um homem numa posição incrivelmente poderosa na série e eu era uma pessoa muito abaixo na cadeia alimentar”, diz ainda o assistente, justificando porque não apresentou queixa do sucedido.

O actor Anthony Rapp já tinha acusado Kevin Spacey de o assediar sexualmente quando tinha apenas 14 anos. Spacey reagiu notando que não se lembrava do caso, alegando estar alcoolizado, e assumindo que é homossexual.

Depois disso, a Netflix anunciou que a sexta temporada será a última de “House of Cards”. E Kevin Spacey diz, agora, depois das novas acusações, que vai procurar tratamento.

Num comunicado da Netflix enviado à CNN, a empresa refere que tinha conhecimento de “um único incidente, há cinco anos”, envolvendo Kevin Spacey, e notando que terá sido “resolvido rapidamente”.

Já a produtora da série, a MRC, anuncia que implementou uma “linha de apoio anónima” e que colocou “conselheiros de crise” e “conselheiros legais para assédio sexual” à disposição da equipa de trabalho da série.

Scotland Yard investiga acusação de abuso sexual

Entretanto, o jornal britânico The Sun avança que a Scotland Yard está a investigar uma queixa apresentada contra Kevin Spacey por um actor britânico não identificado. Este homem, que terá 32 anos, alega que acordou com o Spacey a fazer-lhe sexo oral, depois de ter ficado inconsciente após terem fumado marijuana.

O alegado abuso sexual terá ocorrido em 2008 quando Kevin Spacey era director artístico do Teatro Old Vic, em Londres. O actor não identificado terá pedido ajuda à estrela consagrada para impulsionar a sua carreira.

Outro actor, o mexicano Roberto Cavazos, que trabalhou com Spacey no Teatro Old Vic, e o realizador de documentários Tony Montana também revelaram que Kevin Spacey lhes tocou “inapropriadamente” e que os “apalpou”. E há mais dois homens não identificados que acusam o actor de os ter assediado quando eram adolescentes.

Escritora diz que Dustin Hoffman a assediou aos 17 anos

Entretanto, a escritora Anna Graham Hunter acusa Dustin Hoffman de a ter assediado sexualmente quando tinha 17 anos e era estagiária no filme “Death of a Salesman”, que tinha o actor no elenco.

Num artigo de opinião no “The Hollywood Reporter”, intitulado “Dustin Hoffman assediou-me sexualmente quando eu tinha 17 anos”, ela conta como o actor, agora com 80 anos, lhe “tocava no rabo” e “falava de sexo” consigo.

Dustin Hoffman não negou as acusações e pediu “desculpa”, frisando que aquele comportamento “não espelha” o que é. “Tenho o maior respeito pelas mulheres e sinto-me terrível por ter feito alguma coisa que a possa ter posto numa situação desconfortável”, considerou, ainda, Hoffman numa nota pública.

Susana Valente SV, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Deixam uma bonita imagem dos EUA e de Hollywood…
    Sempre a fazer filmes e series onde são os maiores/heróis e afinal são quase todos uns cobardolas!…

  2. assedio sexual , devia prescrerver ao fim de oito dias….. todos sabemos que certas carreiras de certos emergentes se fizeram a custa de certos favores….
    agora alem de serem prostitutos/as e de fazerem carreiras à custa de favores sexuais ainda sao delatores e se queixam publicamente de um assedio que provavelmente incentivaram e negociaram?????
    metem todos nojo…..mas tenho mais condescendencia pelos que por impulso assediam dos que pelo interesse se deixam assediar.

RESPONDER

Sporting 2-2 Belenenses SAD | Líder salva virgindade nos descontos

A Belenenses SAD esteve a segundos de cumprir a promessa de Petit, que na antevisão da partida apontava para a primeira derrota do Sporting. Os “azuis” estiveram a vencer por 2-0, graças a uma eficácia …

Quatro anos depois, Danny recuperou a sua prancha. Estava a 2700 quilómetros

Um surfista australiano recuperou a sua prancha quatro anos depois de a ter perdido. Estava a 2700 quilómetros do sítio onde a tinha visto pela última vez. Danny Griffiths, um surfista habituado a ondas grandes, perdeu …

Os astronautas precisam de um frigorífico. Engenheiros trabalham num que funciona de "cabeça para baixo"

Para que os astronautas façam longas missões à Lua ou a Marte, precisam de um frigorífico, mas estes eletrodomésticos não são projetados para funcionar em gravidade zero. Os astronautas precisam de frigoríficos para as missões prolongadas …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …

Carro da Tesla ajuda o FBI a capturar homem suspeito de atear fogo em igreja

As câmaras de um Tesla ajudaram as autoridades a prender um homem suspeito de atear fogo numa igreja na cidade de Springfield, no estado de Massachusetts. A congregação foi atacada mais de uma vez em …

Destemida e aventureira. Com apenas 18 anos, Simone Segouin ajudou a França a derrotar os nazis

Quando tinha apenas 18 anos, Simone Segouin juntou-se à Resistência Francesa para capturar as tropas nazis, sabotar os planos alemães e lutar contra o fascismo no seu país. Apesar de ter abandonado a escola bastante cedo, …

Orgulho e ciúmes. Corrida armamentista entre Coreias coloca ambiente de paz em risco

A relação entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul é conhecida por ser bastante conturbada, sendo que nos últimos anos já ocorreram alguns incidentes entre os países. Agora, as duas nações peninsulares …

"Estória mal contada": a saída de João Marques do Famalicão

Perto do final do campeonato feminino de futebol, o treinador das candidatas ao título abandona o emblema minhoto. Provavelmente porque vai liderar outra equipa minhota. Adeptos não gostaram. A Liga BPI, a primeira divisão nacional feminina …

Livre cede lugares à IL e ao Volt. Vasco Lourenço fala em "chicana política"

O Livre cedeu, esta quarta-feira, quatro lugares da sua comitiva no desfile que assinala o 25 de Abril à Iniciativa Liberal e ao Volt Portugal, depois da comissão promotora os ter informado de que não …

Pena de morte diminuiu. Execuções globais atingem o número mais baixo numa década

Globalmente, foram executadas 483 pessoas em 2020, o número mais baixo registado pela Amnistia Internacional (AI) numa década, marcando uma redução de 26% em relação a 2019 e 70% comparativamente a 2015. Segundo um artigo da …