No Azerbaijão, há chamas que ardem há quatro mil anos

Chamas altas dançam sem descanso num trecho de 10 metros de encosta. É o Yanar Dag – que significa “montanha em chamas” – na Península Absheron, no Azerbaijão.

“Este fogo ardeu durante 4.000 anos e nunca parou”, disse Aliyeva Rahila, guia turística local. “Mesmo com a chuva, neve, vento – nunca pára de arder”.

Um efeito colateral das abundantes reservas de gás natural do país, que às vezes vazam para a superfície, Yanar Dag é um dos vários incêndios espontâneos que fascinaram e assustaram os viajantes do Azerbaijão ao longo dos milénios.

O explorador veneziano Marco Polo escreveu sobre os fenómenos misteriosos quando passou pelo país no século XIII. Outros comerciantes da Rota da Seda trouxeram notícias sobre as chamas enquanto viajavam para outras terras. É por isso que o país ganhou o apelido de “terra do fogo”.

Estes incêndios já foram abundantes no Azerbaijão, mas como levaram a uma redução da pressão do gás no subsolo, interferindo na extração de gás comercial, a maioria foi extinguida.

Yanar Dag é um dos poucos exemplos remanescentes e talvez o mais impressionante. Houve uma época em que desempenharam um papel fundamental na antiga religião zoroastriana, que foi fundada no Irão e floresceu no Azerbaijão no primeiro milénio a.C.

Para os zoroastrianos, o fogo é um elo entre os humanos e o mundo sobrenatural, e um meio pelo qual podem ser obtidas perceção e a sabedoria espirituais. É purificante, sustentador da vida e uma parte vital da adoração.

Hoje, a maioria dos visitantes que chegam ao centro de visitantes Yanar Dag é o espetáculo e não a realização religiosa. A experiência é mais impressionante à noite ou no inverno. Quando a neve cai, os flocos dissolvem-se no ar sem nunca tocar no chão, de acordo com a CNN.

Apesar da alegada antiguidade das chamas de Yanar Dag – alguns argumentam que o incêndio em particular só pode ter sido aceso na década de 1950 – é uma longa viagem de carro de 30 minutos ao norte do centro de Baku para vê-lo. O centro tem apenas um pequeno café e não há muito mais na área.

Para uma visão mais profunda da história de adoração ao fogo do Azerbaijão, os visitantes devem seguir para leste de Baku até o Templo de Fogo de Ateshgah. “Desde os tempos antigos, acham que o deus está aqui”, segundo a guia.

Os rituais de fogo neste local datam do século X ou anterior. O nome Ateshgah vem do persa para “lar do fogo” e a peça central do complexo é um altar com uma cúpula, construído sobre um respiradouro de gás natural.

Uma chama natural e eterna queimou no altar central até 1969, mas atualmente o fogo é alimentado pelo principal suprimento de gás de Baku e só é aceso para os visitantes. O templo é associado ao zoroastrismo, mas é como lugar de adoração hindu que a sua história é melhor documentada.

Construído como uma estalagem de viajantes, o complexo tem um pátio murado rodeado por 24 quartos. Foram usados pelos peregrinos, comerciantes e ascetas residentes.

O templo deixou de ser usado como um local de culto no final do século XIX, numa época em que o desenvolvimento dos campos de petróleo circundantes significava que a veneração de Mammon estava a ganhar uma influência mais forte. O complexo tornou-se um museu em 1975, foi nomeado como Património Mundial da UNESCO em 1998 e hoje recebe cerca de 15 mil visitantes por ano.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Zap:
    “Este fogo queimou 4.000 anos”.
    Normalmente, em Português (não do Brasil), usa-se o verbo ‘arder’ em expressões deste tipo. (vem de longe: fogo que arde sem se ver).
    Ainda que queimar possa ser transitivo (queima, a velha, o carro e o carril), intransitivo (está tão quente que até queima, e não ‘que até arde’) e reflexivo (queimei-me), é muito raramente usado na forma intransitiva: quando ‘queima’, “queima alguma coisa”: ardeu, queimou-SE!

RESPONDER

Fã descobriu morada de estrela pop nos reflexos nos olhos de uma selfie e atacou-a

A influencer japonesa Ena Matsouk que integra uma banda pop do país foi atacada sexualmente por um fã, depois de este ter descoberto onde é que morava através de uma selfie que ela publicou nas …

Comer bem melhora ativamente os sintomas de depressão

Uma nova investigação, levada a cabo por cientistas da Universidade Macquarie, na Austrália, sugere uma conexão casual entre a dieta e a depressão. Uma equipa de cientistas da Universidade Macquarie, na Austrália, realizou um estudo controlado …

Presidente da China promete esmagar o corpo e quebrar os ossos aos separatistas

O Presidente da China, Xi Jinping, afirmou que "quem tentar atividades separatistas em qualquer lugar da China acabará com o corpo esmagado e os ossos quebrados", de acordo com a edição digital desta segunda-feora do …

Ucrânia 2 vs 1 Portugal | Adeus ao primeiro em dia de CR700

O primeiro lugar do Grupo B já não foge à Ucrânia. Portugal foi a Kiev dominar e atacar muito, com 24 remates e diversas oportunidades, mas esbarrou no guarda-redes Andriy Pyatov – tal como no …

Primeira protagonista feminina de Astérix é parecida com a ativista Greta Thunberg

Como sempre, a saída de um novo álbum de Astérix, o grande herói da banda desenhada franco-belga, está rodeado de um grande segredo. Aliás, não poderia ser de outro modo pois é também um irredutível …

O Fortnite, um dos jogos mais populares do mundo, foi "engolido" por um buraco negro e desapareceu

O Fortnite, que já é considerado um dos jogos mais populares da atualidade, desapareceu durante o fim-de-semana. Agora, o que surge no ecrã dos jogadores, depois do fim da temporada X, é apenas um buraco …

Kais Saied eleito Presidente da Tunísia com 72,71% dos votos

O professor universitário Kais Saied, um estreante no mundo da política, foi eleito Presidente da Tunísia com 72,71% dos votos na segunda volta das presidenciais antecipadas de domingo, anunciou esta segunda-feira a instância eleitoral (Isie). De …

Série SpongeBob acusada de "violência", "racismo" e de perpetuar o "colonialismo"

A série infantil SpongeBob foi acusada de perpetuar o "racismo" e o "colonialismo" junto dos mais novos. A crítica é feita por uma professora da Universidade de Washington. No fundo do mar, a vida parece feliz. …

Neymar pára quatro semanas devido a lesão na coxa

O futebolista do Paris Saint-Germain Neymar (PSG) vai ficar afastado da competição nas próximas quatro semanas, após ter contraído uma lesão na coxa ao serviço da seleção brasileira, informou esta segunda-feira o clube francês no …

Vitor Baía e Villas-Boas voltam a abordar o futuro como potenciais sucessores de Pinto da Costa no FC Porto

André Villas-Boas foi entrevistado pela rádio France 3 e voltou a falar do sonho de ser presidente do FC Porto. Já Vitor Baía diz estar em paz em relação ao que poderá acontecer quando Pinto …