Ouvir repetidamente músicas de Natal é mau para a saúde

O Natal é, para a maioria das pessoas, uma das épocas festivas mais especiais do ano. No entanto, se por um lado desperta felicidade, por outro é também capaz de causar ódios de estimação – as (repetidas) músicas natalícias são exemplo disso mesmo.

A música de Natal é algo que se ama ou se odeia, não há margem para meios termos. Para as pessoas que trabalham em centros comerciais, por exemplo, a banda sonora natalícia pode mesmo revelar-se um problema de saúde.

A psicóloga Linda Blair vem agora confirmar isso mesmo: ouvir músicas de Natal de forma repetida pode ser mentalmente desgastante, diminuindo os níveis de concentração.

“As pessoas que trabalham em lojas durante o Natal precisam de desligar-se da música da época. Se não o fizerem, isso vai realmente impedi-las de se concentrarem noutra coisa qualquer”, explicou a clínica em declarações à Sky News.

“Basicamente, gastamos toda a nossa energia a tentar não ouvir o que estamos realmente a ouvir”, sustentou Linda Blair.

Inicialmente, as músicas de Natal podem desencadear sentimentos de nostalgia, colocando-os mais próximos desta época especial. No entanto – e já depois de estar a ouvir a All I Want For Christmas Is You pela 10.ª vez -, as pessoas podem desenvolver sentimentos de aborrecimento, tédio e até angústia. Estes sentimentos negativos resultam do “mero efeito de exposição”, disse a psicóloga Victoria Williamson à NBC.

Quando exposto de forma continuada a um certo tipo de música, o cérebro começa a ficar saturado, processando estas melodias como desagradáveis. E, face a isto, outros sentimentos negativos e tensões podem ser potenciadas.

Estratégia apetecível para aumentar o consumo

Talvez esta não seja uma grande descoberta para a maioria das pessoas. No entanto, para os vendedores, passar músicas de Natal é uma clara estratégia para apelar ao consumo. Estudos anteriores já revelaram que um equilíbrio entre cheiros e músicas festivas pode afetar positivamente o ambiente de compra, deixando os clientes felizes.

Um estudo publicado em 2005 demonstrou que quando a simetria perfeita entre a música e os aromas era atingido, esse ambiente encorajava os clientes a passar mais tempo no estacionamento, impulsionando consequentemente as vendas.

No entanto, ressaltou o professor de marketing Eric Spangenberg, há certos tipos de música que são mais eficazes do que outros.

O especialista, que estudou o efeito das músicas de Natal em ambientes de venda ao público, explicou à NBC que os ritmos lentos “atrapalham” os consumidores, fazendo com que estes fiquem mais tempo no interior das lojas. Em sentido oposto, as músicas de ritmo acelerado, tendem a apressar a saída dos clientes do espaço.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. São as de natal e a RFM a dar de 15 em 15minutos as mesmas músicas…. _eu estou bem.. Tu também está bem.. Ele está bem.. E nós estamos bem.. Está tudo bem!!! Qualquer um fica mal!

  2. Não é por ser do natal, mas tão-somente por se ouvir repetidamente. Eu próprio já passei por isso. Uma situação análoga é aquela em que adormecemos, por exemplo, ao som de música clássica: quando acordamos ficamos completamente enjoados

RESPONDER

"Gerador de alimentos". Cientistas desenvolvem sistema que transforma plástico em proteína comestível

Investigadores da Universidade do Illinois, nos Estados Unidos, inventaram um "gerador de comida" que transforma plástico em proteína comestível. O desperdício de plástico é um problema cada vez maior, mas cientistas da Universidade do Illinois, nos …

O "Olho de Sauron" foi descoberto. É um vulcão submarino perto da Ilha do Natal

A cerca de 280 quilómetros do sudeste da Ilha do Natal, no território australiano, uma equipa de cientistas encontrou a caldeira de um antigo vulcão submarino a mais de 3.100 metros abaixo da superfície. O …

Hubble capta "discussão" entre três irmãos galácticos

O Telescópio Hubble captou recentemente uma imagem do sistema Arp 195, composto por três galáxias.  O sistema Arp 195, composto por um trio de galáxias, localiza-se a uma distância de 763 milhões de anos-luz da Terra, …

Uniforme da II Guerra Mundial encontrado num pacote "cheio de história"

Um uniforme de piloto da Força Aérea Real (RAF), usado na II Guerra Mundial, foi descoberto embrulhado num pacote feito de folhas de jornais e vai agora a leilão. De acordo com a cadeia televisiva CNN, …

Primeiro motociclo voador do mundo pode alcançar uma velocidade de quase 490 km/h

A empresa Jetpack Aviation concluiu os testes referentes ao projeto Speeder, para o desenvolvimento de uma aeronave que faz descolagens e aterragens na vertical. Segundo a companhia, o veículo, que se assemelha a um motociclo, …

Scarlett Johansson processa Disney por estreia de "Viúva Negra" no streaming

A atriz norte-americana processou a Disney, esta quinta-feira, por violação do contrato, na sequência do lançamento digital do filme "Black Widow" na plataforma de streaming, adiantando que o seu salário estava dependente das receitas de …

Incidente com módulo russo fez EEI mudar de posição

A Estação Espacial Internacional (EEI) perdeu, esta quinta-feira, o controlo de orientação e saiu da posição configurada, na sequência de um incidente com o módulo russo Nauka. A situação, que se prolongou durante 47 minutos, aconteceu …

Relatório dos CDC indica que variante Delta é tão contagiosa como a varicela

Um relatório interno dos Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos indica que a variante Delta é tão contagiosa como a varicela. O jornal Washington Post teve acesso a este relatório interno …

Task force concorda que número de mortos e internados vacinados seja divulgado

A sugestão apresentada pelo presidente da Assembleia da República, de se divulgar os dados da vacinação nos internamentos e óbitos por covid-19, "é muito sensata", defendeu o coordenador da task force do plano de vacinação. Em …

Lucro da CGD sobe 18% para 294 milhões de euros no primeiro semestre

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) registou 294 milhões de euros de lucro no primeiro semestre, mais 18% do que no período homólogo, foi anunciado esta sexta-feira. "A Caixa Geral de Depósitos registou 294 milhões de …