Theresa May acusa Rússia do envenenamento de ex-espião e faz ultimato

UK Parliament / Flickr

Theresa May, Primeira-Ministra britânica

A primeira-ministra britânica afirmou ser “muito provável que a Rússia seja responsável” pelo envenenamento do ex-espião russo e da filha, Yulia, numa declaração no Parlamento em Londres.

Diante dos parlamentares britânicos, Theresa May sublinhou que a substância utilizada contra o ex-espião e a filha, que ataca o sistema nervoso, é “de qualidade militar” desenvolvida pela Rússia.

Além de ter considerado “altamente provável” que o envenenamento do ex-agente duplo russo tenha autoria russa, a chefe do executivo britânico classificou-o como um ataque “cego e imprudente contra o Reino Unido”.

Para a governante, só existem dois cenários possíveis: tratou-se ou de “um ataque cirúrgico” do Estado russo, ou de uma “perda de controlo” da substância química pelas autoridades russas.

Na mesma intervenção, a primeira-ministra britânica deu um prazo a Moscovo, até terça-feira à noite, para fornecer explicações à Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ).

Em caso de ausência de uma resposta “credível”, o executivo britânico considerará que “esta ação constitui um uso ilegal da força pelo Estado russo contra o Reino Unido”, acrescentou a primeira-ministra.

May recordou que o envenenamento se inscreve “num contexto bem definido de agressão levada a cabo pelo Estado russo”, referindo o conflito em Donbass, a “anexação ilegal da Crimeia”, as “repetidas” violações do espaço aéreo de vários países europeus, campanhas de ciberespionagem, bem como “o ataque bárbaro” a Alexandre Litvinenko, antigo agente secreto russo envenenado com Polónio-210 e morto em Londres em 2006.

Lembrando que as sanções adotadas contra cidadãos russos após o caso Litvinenko “continuam em vigor”, a chefe do Governo britânico declarou-se “pronta para tomar medidas mais fortes“, referindo, nomeadamente, a presença de tropas britânicas estacionadas na Estónia, no âmbito de um destacamento da NATO.

“Espetáculo circense”, acusa Kremlin

A Rússia já reagiu às acusações. “É um espetáculo circense no Parlamento britânico. As conclusões são claras: uma nova campanha de propaganda informativa assente em provocações”, declarou a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova.

Também o ministro dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, afirmou que o Kremlin só vai responder quando o Reino Unido “cumprir as suas obrigações”, quando entregar uma amostra da substância que supostamente foi usada.

O “Reino Unido, como bem devem saber a sua primeira-ministra e o seu ministro dos Negócios Estrangeiros, é membro, da mesma forma que a Rússia, da Convenção sobre a Proibição de Armas Químicas”, disse Lavrov. Por isso, assim que teve a suspeita do uso de uma substância proibida, “teria que se ter dirigido imediatamente ao país de onde se suspeita que procede essa substância”.

Enquanto isso, o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo convocou hoje o embaixador do Reino Unido em Moscovo. Ontem, o embaixador russo no Reino Unido também foi chamado ao Ministério dos Negócios Estrangeiros em Londres.

Agente nervoso “muito raro”

Serguei Skripal, de 66 anos, e a filha Yulia, de 33 anos, foram encontrados inconscientes no dia 4 de março, num banco num centro comercial em Salisbury, no sul de Inglaterra.

Na quarta-feira seguinte, o chefe da polícia anti-terrorista britânica, Mark Rowley, revelou que o ex-agente duplo russo e a sua filha tinham sido vítimas de um ataque deliberado com um agente que ataca o sistema nervoso.

Os dois têm permanecido hospitalizados, nos cuidados intensivos, em “estado crítico, mas estável”. Um dos primeiros agentes da polícia a chegar ao local está também internado “em estado grave mas estável”.

Skripal é um ex-coronel dos Serviços de Inteligência da Rússia que foi recrutado pelos serviços secretos britânicos em 1995. A troco de dinheiro, o agente forneceu ao Reino Unido a identidade de vários espiões russos que operavam na Europa, bem como outras informações militares russas, destaca a BBC.

Em 2006, Skripal foi condenado na Rússia, mas, posteriormente, foi alvo de uma troca de espiões levada a cabo entre as autoridades russas, norte-americanas e britânicas. Foi, nessa altura, que se mudou para Inglaterra.

ZAP // Lusa / EFE

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A May ou é burra ou então está a fazer-se a tal. Na posição que ocupa tem a abrigação de saber algumas coisas. Primeiro nao se deve acusar quem quer que seja, sem ter provas do que afirma. Segundo é mentira que a crimeia tenha sido anexada, ela sabe perfeitamente que foi efectuado um pedido da propria crimeia para sair da ucrania e fazer parte da federação russa devido a um golpe militar ilegal, mas isto ela diz porque nao convém, nao é sra. May??? Em terceiro ela tem que indicar qual o espaço aereo de que país houve violação, as noticias dizem-nos que o espaço aereo era internacional, ou seja, de livre acesso a tudo e a todos.
    A sra May ainda é adepta que repetir varias vezes muitas mentiras, elas de tornam verdades passado algum tempo, mas nao assim.

  2. Se olharmos a história poderemos fazer uma analise do quanto a Inglaterra tem feito para desacreditar países com este tipo de artimanhas. para quem não se lembra, o MI6 ajudou a Gestapo, a polícia secreta dos nazistas, através da “troca de informações sobre o comunismo” e sobre a princesa Diana muito ainda estará por desvendar já não esquecendo as milhares de pessoas mortas por uma decisão tomada contra o Iraque não verdadeira. Não nos podemos de esquecer que é do interesse inglês que algo se passe para as atenções sobre o brexit sejam desviadas da atenção do povo inglês e melhor do isto não há. Esperemos para ver os acontecimentos esperando que a Europa não vá em cantilenas porque a sua economia é que poderá ficar a perder incluindo Portugal.

RESPONDER

Micróbios podem já estar a comunicar com espécies alienígenas

Os micróbios podem já estar a comunicar com espécies alienígenas, algo semelhante ao que tentamos fazer através do projeto SETI desde 1959. Estaremos sozinhos no Universo? O famoso programa SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) tem tentado …

Tweet de Elon Musk afunda Bitcoins (e dá força à criptomoeda que nasceu como meme)

A Tesla vai deixar de aceitar Bitcoins como forma de pagamento. A revelação foi feita por Elon Musk numa publicação no Twitter e levou à queda do valor da criptomoeda no mercado. A par disso, …

Investigadores criam nova solução para óculos de realidade virtual e aumentada

Uma equipa de investigadores criou uma nova tecnologia para fornecer óculos de realidade virtual que não parecem "olhos de inseto". Num novo artigo publicado na Science Advances, os especialistas descrevem a impressão de ótica de forma …

Genética da população portuguesa pode explicar deficiência de vitamina D

Investigadores portugueses concluíram que a população portuguesa tem uma prevalência superior à média europeia de algumas alterações genéticas que levam a uma predisposição para o défice de vitamina D. Este estudo, coordenado pelo Centro Cardiovascular da …

Polónia quer comprar casa de campo francesa (para recuperar o legado de Marie Curie)

A Polónia quer comprar e renovar a casa de campo francesa de Marie Curie e transformá-la num museu, naquele que é um esforço para reivindicá-la como génio científico e pioneira polaca. Embora tenha nascido na Polónia, …

Min Nyo é jornalista, cobriu os protestos em Myanmar e foi condenado a 3 anos de prisão

Min Nyo, um jornalista birmanês de 51 anos, foi condenado a três anos de prisão pela sua cobertura dos protestos na sequência do golpe de Estado em Myanmar. Min Nyo, que trabalhava para a DVB (Voz …

McDonald's e Casa Branca unem-se para sensibilizar população a ser vacinada

Numa parceria com a Casa Branca, a cadeia de fast food norte-americana também está a dar o seu contributo para sensibilizar a população para a vacinação contra a covid-19. A ideia é promover informações relevantes sobre …

Voo "para lado nenhum" esgota em tempo recorde. Bastaram 2,5 minutos

A companhia aérea australiana Qantas vendeu os bilhetes para o próximo "voo para lugar nenhum" em tempo recorde: 2,5 minutos. A Qantas está a promover um novo "voo para lugar nenhum" que dará aos famintos por …

Todos queriam "O Senhor dos Anéis". Mas cinemas chineses foram obrigados a exibir filmes de propaganda

Pequim ordenou que os cinemas chineses divulgassem propaganda em homenagem ao Partido Comunista. Os cinéfilos do país, que clamam pelos filmes de Hollywood, revoltaram-se. A 1 de abril, no dia em que entrou em vigor um …

Presidente da República condecorou Jorge Coelho a título póstumo

Marcelo Rebelo de Sousa condecorou, a título póstumo, o antigo ministro e dirigente socialista Jorge Coelho com a grã-cruz da Ordem do Infante D. Henrique. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou esta quinta-feira, …