Família de homem morto pela polícia recebe 3 euros de indemnização

(dr) Gregory Vaughn Hill Jr

Gregory Vaughn Hill Jr e a família

A família de um homem morto a tiro por um agente da polícia nos Estados Unidos recebeu 4 dólares de indemnização por danos, após uma decisão de um tribunal da Florida.

Em 2014, Gregory Vaughn Hill Jr, de 30 anos, foi baleado com 3 tiros, na garagem de sua casa, no Condado de St. Lucie, na Florida, por um agente da polícia que se tinha deslocado ao local após uma queixa por excesso de ruído, feita por uma vizinha.

Em resposta à queixa, acorreram ao local dois agentes da polícia, Christopher Newman e Edward Lopez, que foram recebidos, à entrada da garagem da moradia, por Gregory Hill.

Hill, que trabalhava numa fábrica local da Coca-Cola e tinha registo de infracções graves de trânsito, estaria alegadamente embriagado e armado, tendo sido atingido por 3 tiros disparados por Newman. O corpo foi encontrado ao lado de uma arma descarregada, mas a família garante que Hill não estava a segurar na arma no momento em que foi baleado.

A família de Hill apresentou em 2016 um processo em tribunal contra a polícia local, por uso excessivo da força e homicídio culposo. O processo pedia à justiça que verificasse se os direitos constitucionais de Hill tinham sido violados e que respondesse a uma questão: “qual é o valor do sofrimento dos três filhos de Gregory Hill?”.

O processo judicial foi julgado por um júri federal, que declarou o agente inocente da acusação de uso excessivo de força e decidiu que Hill foi responsável pela sua própria morte, porque estava bêbado quando a polícia acorreu ao local.

Sobre a indemnização a atribuir à família, aparentemente em resposta à questão levantada pelos autores no processo, o júri concedeu um total de 4 dólares, cerca de 3,4 euros: à mãe foi atribuído 1 dólar, pelo custo do funeral, e 1 dólar a cada um dos três filhos de Hill.

É de partir o coração. Há muitas perguntas que quero fazer”, disse Monique Davis, noiva de Hill, ao The New York Times. “Acho que estavam a tentar insultar a família“, acrescentou o advogado da família, John Phillips. “O que fazer com 1 dólar? Essa foi a parte dolorosa.”

Mas a indemnização pode nem sequer chegar aos 4 dólares, uma vez que os jurados determinaram que a actuação da polícia apenas tinha tido “1% de culpa no resultado da ocorrência” – o que irá reduzir a indemnização para 4 cêntimos de dólar.

Mais ainda, diz o New York Times, uma vez que Hill se encontrava embriagado e foi considerado responsável pela sua própria morte, é provável que um juiz venha ainda a reduzir a indemnização a zero.

O agente Christopher Newman foi colocado numa situação muito difícil“, declarou em comunicado, após o veredicto, o departamento de polícia do condado. “Ele tomou a melhor decisão que podia para garantir a segurança do seu parceiro, de si próprio e do público, dadas as circunstâncias que enfrentou”.

Entretanto, o advogado criou uma página no GoFundMe para arrecadar fundos para a família e ajudar a cobrir o custo da reparação dos danos causados ​​pelos tiros na casa de Hill. Até agora, a campanha já recolheu mais de 7.000 dólares em donativos.

O advogado da família diz que está a preparar uma moção para a realização de um novo julgamento e que apresentará recurso caso o pedido seja negado.

ZAP // BBC / NYTimes

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …