Desvendado o segredo do exército de Terracota. Estava na terra

O mistério do exército de Terracota, que há anos intriga cientistas devido ao seu incrível estado de conservação, pode ter sido finalmente desvendado. Ao contrário do que os especialistas pensavam, as armas foram preservadas por acidente devido às condições naturais do solo em que o monumento foi edificado.

Desde a sua descoberta, na década de 1970, os cientistas acreditavam que as armas de bronze dos guerreiros de Terracota estavam em bom estado de conservação porque eram cromadas, o que sugeria que poderiam ter sido propositadamente assim projetadas para prevenir e resistir ao avanço da ferrugem.

“Sempre ficámos fascinados com a possibilidade de os artesãos de Qin terem usado alguma forma de tecnologia super avançada para preservar as suas armas na vida após a morte”, explicou Martinon-Torres, arqueólogo do Departamento de Arqueologia da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, que estuda a génese deste exército.

“O trabalho científico pioneiro, realizado por especialistas chineses no final dos anos 1970 e início dos anos 80, foi rigoroso e convincente. Os resultados foram surpreendentes, mas a arqueologia do Mausoléu é cheia de surpresas fascinantes e a possibilidade de uma antiga tecnologia anti-ferrugem baseada em cromo parecia plausível”, sustentou ao Newsweek.

Um novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista especializada Scientific Reports deitam esta teoria por terra. Martinon-Torres participou na nova investigação, que contou também com a participação de investigadores chineses.

A pesquisa, que analisou quase 500 armas encontradas no sítio arqueológico, concluiu que a sua preservação é resultado do acaso. A equipa descobriu que o crómio – que sustentava a teoria que defendia que os artesãos tinham criado uma tecnologia anti-corrosão – estava presente em apenas 37 das 500 (8%) das armas analisadas. Contudo esta não é a maior incongruência: além de serem poucas as armas com este elemento, a distribuição do material não é uniforme, tal como seria de esperar num revestimento protetor para armas.

As maiores concentrações de crómio foram encontradas nas alças de lanças e espadas e no cabo das bestas. Em sentido oposto, não há quase nenhum crómio nos parafusos dos gatilhos e nas pontas das flechas e nenhum vestígio nas lâminas de espadas, lanças e alabardas, que são das armas mais bem preservadas.

“O crómio presente no bronze não foi lá colocado deliberadamente“, disse Martinón, citado pelo El País. “O que resta saber é se o crómio ajudou a evitar a corrosão, ainda que acidentalmente, a questão fica no ar”, considerou.

O segredo está na terra

Descartada a opção da tecnologia anti-ferrugem, os cientistas apontam, em linha com algumas outras teorias já existentes, que a conservação do exército se deveu às condições ambientais do local onde o monumento foi construído, aliadas à composição do bronze. O fator ambiente incluiu a composição do solo.

Este é um “terreno particular, mas não específico do poço de Terracota”, explicou Martinón. Apesar de não ser específico deste monumento, o solo – que tem um pH relativamente alto e um grão fino – dificulta a infiltração de água e de ar, podendo dificultar os processos de oxidação. “É o que acontece no túmulo do guerreiro, mas também noutros locais da região onde o bronze restaurado está num estado de conservação muito bom”, concluiu.

“Mais do que determiná-las, as condições do solo influenciam as possibilidades de conservação”, adiantou o especialista de solos Mark Kibblewhite, que não participou no estudo, em declarações ao diário espanhol.

Apesar da descoberta, Martinon-Torres não considera que o facto de o chineses não terem desenvolvido uma tecnologia avançada anti-ferrugem seja uma desilusão. “Há muitos outros elementos do Exército de Terracota que ilustram a extraordinária habilidade e engenhosidade dos artesãos de Qin, e a conclusão um tanto prosaica desta vertente de investigação em particular não deve ser vista como uma deceção“, defendeu.

O exército de Terracota, datado entre 210 e 209 a.C., foi construído para Qin Shi Huang, o fundador da dinastia Qin e primeiro imperador de uma China unificada. O exército é composto por 8.000 soldados, 130 carros, 520 cavalos e 150 cavaleiros. Na época, fpo enterrado com o imperador, visando protegê-lo na vida após a morte.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O titanossauro mais antigo do mundo foi descoberto na Patagónia

Ninjatitan zapatai viveu há aproximadamente 140 milhões de anos, no início do Cretáceo, na atual Patagónia, na Argentina. Segundo os cientistas, o novo espécime fóssil de tiranossauro pode ser o mais antigo do mundo. Com cerca …

Volvo prepara mudança estratégica e apresenta o seu novo modelo 100% elétrico: o C40 Recharge

A marca de automóveis sueca apresentou o seu novo modelo 100% elétrico: o C40 Recharge. O modelo representa mais um passo no caminho para a eletrificação total da Volvo, já que esta semana a marca …

Benfica 2-0 Estoril | Águia carimba presença na final

O Benfica venceu o Estoril Praia por 2-0, no Estádio da Luz, e apurou-se para a final da Taça de Portugal, a segunda consecutiva do emblema “encarnado”. Os comandados de Jorge Jesus confirmaram a superioridade …

Um reator nuclear pode ajudar a resolver o mistério do desaparecimento de Amelia Earhart

Uma equipa de investigadores da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, vai submeter uma folha de alumínio velha e gasta a um feixe de partículas do coração de um reator nuclear na esperança de …

Musk quer criar uma nova cidade no local de lançamento da SpaceX. Vai chamar-se Starbase

O empresário norte-americano Elon Musk está a tentar criar uma nova cidade chamada Starbase nas instalações de lançamento da SpaceX no Texas, nos Estados Unidos. As instalações da SpaceX no Texas estão localizadas em Boca Chica …

Chatbots: A tecnologia que "ressuscita" os mortos é cada vez mais uma realidade

Foi recentemente revelado que em 2017 a Microsoft patenteou um chatbot que, se construído, ressuscitaria digitalmente os mortos. Usando Inteligência Artificial e machine learning, o chatbot proposto traria o nosso ente querido de volta à …

Casal acertou no jackpot de 210 milhões de euros do Euromilhões (mas não registou o boletim)

Dois jovens britânicos pensaram que tinham ganho 182 milhões de libras (cerca de 210 milhões de euros), mas afinal o boletim não tinha sido registado por falta de dinheiro na conta online. Rachel Kennedy, de 19 …

A Islândia foi atingida por 17 mil terramotos na semana passada (e uma erupção pode estar iminente)

Mesmo para uma ilha vulcânica acostumada a tremores ocasionais, esta foi uma semana incomum para a Islândia. De acordo com o Escritório Meteorológico da Islândia, cerca de 17 mil terramotos atingiram a região sudoeste de …

Mulheres portuguesas trabalham mais uma hora e 13 minutos que os homens

As mulheres portuguesas trabalham em cada dia útil mais uma hora e 13 minutos do que os homens, entre trabalho pago e não pago, continuando a ter maior dificuldade em conciliar a profissão com a …

Três sismos acima de 7 na escala de Richter abalam a Nova Zelândia. Autoridades alertam para tsunami

A costa nordeste da Nova Zelândia foi esta quinta feira atingida por três sismos de magnitude acima de 7 na escala de Richter. A proteção civil emitiu um alerta de tsunami após o primeiro terramoto, …