Covid-19. OMS aconselhou Madagáscar a testar chá com alegados efeitos curativos

Jude Morel, Seychelles News Agency / Wikimedia

A diretora regional da OMS África, Matshidiso Moeti

Esta quinta-feira, a diretora regional da OMS África disse que a organização aconselhou Madagáscar a avaliar cientificamente um chá com alegadas propriedades curativas da covid-19.

Numa conferência de imprensa sobre a evolução da covid-19 no continente africano, Matshidiso Moeti, diretora regional da OMS África, adiantou que a organização aconselhou Madagáscar a avaliar cientificamente um chá com alegadas propriedades curativas da covid-19.

A “Covid-Organics” é uma bebida feita a partir de artemísia, uma planta com eficácia comprovada no tratamento da malária, em Madagáscar. O Presidente  Andry Rajoelina elogiou as virtudes curativas e preventivas deste produto contra o novo coronavírus, que foi, inclusivamente, solicitado pela Guiné-Bissau, Guiné Equatorial e Níger.

A Organização Mundial da Saúde aconselhou os países a não adotarem produtos não testados e aconselhou Madagáscar a avaliar cientificamente o chá.

“Estamos a aconselhar o Governo de Madagáscar a avaliar este produto através de um ensaio clínico e estamos preparados para colaborar com eles”, disse a diretora regional da OMS, aconselhando os países a “não adotarem um produto que não tenha passado por testes clínicos de segurança e eficácia“.

Pico da pandemia dentro de 4 a 6 semanas

A diretora regional da OMS para a África afirmou que o pico da covid-19 no continente africano deverá acontecer dentro de quatro a seis semanas, mostrando-se esperançosa na recuperação da região após a pandemia.

“Olhando para a evolução da pandemia de covid-19 e especialmente agora que estamos a olhar para a propagação comunitária em alguns países, estimamos que a doença atingirá o seu pico dentro de quatro a seis semanas, se nada for feito”, referiu Matshidiso Moeti.

O número de mortos devido à covid-19 em África ultrapassou esta quinta-feira os dois mil (2.012), com mais de 51 mil casos da doença registados em 53 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

“Existem agora cerca de 50 mil casos confirmados e 2 mil perderam a vida em todo o continente africano e é incrivelmente importante que os países utilizem abordagens baseadas em dados e em evidências na resposta”, defendeu.

Sobre o alívio de algumas medidas de confinamento que se registam em vários países, Matshidiso Moeti aconselhou prudência: “Não é uma questão em que simplesmente se passe de uma situação em que hoje tudo está fechado para amanhã estar tudo aberto”.

O desconfinamento “tem de ser gradual, com as partes mais essenciais da economia a serem abertas primeiro”.

Questionada sobre África pós Covid-19, Moeti começou por esclarecer que não pretende ignorar “a severidade e gravidade da situação”.

“Se nada for feito vai ser grave. O impacto económico já começa a sentir-se. Mas também vejo muitos países a tomarem medidas e a fazerem grandes investimentos para que o impacto não seja tão devastador”, disse. E sublinhou: “Tenho uma grande fé na resiliência do povo africano e confio na generosidade e solidariedade internacionais para ajudar” o continente.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Será um plagio do conselho dado por o nosso Secretario de Estado da Saúde ????………já se sabe que não é com “Cházinho e bolos” que se resolvem problemas desta envergadura !

RESPONDER

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …

Emprego, formação e pobreza. Cimeira Social marca "o mais ambicioso compromisso" da UE

A Cimeira Social arrancou, nesta sexta-feira, no Porto, com a presença de 24 dos 27 chefes de Estado e de Governo da UE, num evento que pretende definir a agenda social da Europa para a …