Há uma cavidade gigante a crescer debaixo da Antártida

NASA

A Antártida não está num bom momento. Em apenas algumas décadas, o continente já perdeu milhões de toneladas de gelo a uma velocidade alarmante.

Agora, um espantoso novo espaço foi revelado durante este desaparecimento massivo. E é grande: uma gigantesca cavidade a crescer sob a Antártica Ocidental que cobre dois terços da pegada de Manhattan e tem quase 300 metros de altura.

Esta imensa abertura na parte inferior do glaciar de Thwaites – uma massa famosa por ser o “glaciar mais perigoso do mundo” – é tão grande que representa uma grande parte das estimadas 252 mil milhões de toneladas de gelo que a Antártida perde a cada ano que passa.

Investigadores dizem que a cavidade já foi tão grande que conseguia armazenar cerca de 14 mil milhões de toneladas de gelo. Os cientistas divulgaram também, no estudo publicado na revista Science Advances, que a cavidade perdeu a maior parte do volume de gelo nos últimos três anos.

Jeremy Harbeck / NASA

Glaciar de Thwaites, na Antártida

“Suspeitamos há anos que Thwaites não estavam fortemente ligados ao leito de rocha debaixo dele”, disse o glaciologista Eric Rignot, da Universidade da Califórnia. “Graças a uma nova geração de satélites, podemos finalmente ver os detalhes.”

Rignot e colegas descobriram a cavidade ao usar um radar de penetração de gelo como parte da Operação IceBridge da NASA, com dados adicionais fornecidos por cientistas alemães e franceses.

De acordo com as leituras, o vazio escondido é apenas uma vítima entre um “padrão complexo de recuo e derretimento de gelo” que ocorre no Glaciar de Thwaites, setor que está a recuar 800 metros por ano.

O padrão complexo que as novas leituras revelam – que não se encaixa nos modelos atuais de gelo ou oceanos – sugere que os cientistas têm mais a aprender sobre como a água e o gelo interagem uns com os outros no ambiente antártico. “Estamos a descobrir diferentes mecanismos de recuo”, explicou o primeiro autor do artigo, Pietro Milillo.

Enquanto os investigadores ainda estão a apredner coisas novas sobre as complexas maneiras como o gelo derrete no glaciar de Thwaite, a cavidade gigante representa uma realidade científica simples.”O tamanho de uma cavidade sob um glaciar desempenha um papel importante no derretimento“, diz Milillo. “Quanto mais calor e água sob o glaciar, mais rápido o derretimento”.

O glaciar de Thwaites atualmente responde por cerca de 4% do aumento do nível do mar global. Se desaparecesse por completo, o gelo contido poderia elevar o oceano em cerca de 65 centímetros.

O Thwaites, na verdade, tem glaciares vizinhos e massas de gelo no interior. Se a força de sustentação desaparecesse, as consequências poderiam ser impensáveis, razão pela qual é considerada uma estrutura natural tão fundamental na paisagem antártica. Quanto tempo ficará, ninguém sabe – é por isso que os cientistas estão a embarcar numa grande expedição para aprender mais sobre os Thwaites.

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Este derretimento irá afetar a polaridade da terra, fazendo com que mova alguns graus em seu eixo. Afetando diretamente o sul Europeu e norte da África.

  2. Kkkk algumas pessoas são tao ingénuos.
    Brasil fala português não existe língua Brasileira mas sim língua portuguesa. .
    E a questão era o planeta Terra que pertence a tudos os Seres vivos, que nele habitam homens sem carácter e irresponsáveis que só pensam na indústria económica, seres insignificantes que só sabemos destruir. , a que mudar a atitude e ter atitude parante o planeta Terra , e deixemos de tretas de que é que fala português se é Portugal ou Brasil entre muitos mais países de língua portuguesa respeitem o nosso Deus a Terra ela nos fornece a Vida

RESPONDER

Banca com nova vaga de saída de trabalhadores e admite despedimentos

Os grandes bancos vão reduzir milhares de trabalhadores este ano, um processo que vem acontecendo desde a última crise mas que em 2021 deverá atingir um novo pico, tendo mesmo BCP e Santander Totta admitido …

Cuba está a criar o seu próprio smartphone (e conta com a ajuda da Huawei)

O Governo cubano está a trabalhar na produção de um novo smartphone, que terá um sistema operativo original e conta com a ajuda da empresa chinesa Huawei. De acordo com a revista Vice, o projeto é …

Funcionários russos que recusem vacina arriscam licença sem vencimento

Os funcionários russos que recusem vacinar-se contra o novo coronavírus, em regiões onde a vacina seja obrigatória, arriscam-se a uma licença sem vencimento, anunciou o ministro do Trabalho da Rússia, Anton Kotiakov. "Se as autoridades de …

Vacina cubana com eficácia de 62% após segunda das três doses previstas

A vacina cubana contra a covid-19 atingiu uma eficácia de 62% após a injeção de duas das três doses previstas, um resultado que excede os 50% exigidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), anunciou o …

Miguel Oliveira em segundo lugar no GP da Alemanha de MotoGP

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) terminou hoje na segunda posição o Grande Prémio da Alemanha de MotoGP, oitava prova do Mundial de velocidade de motociclismo, vencida pelo espanhol Marc Márquez (Honda). Miguel Oliveira, que partiu …

Mais três mortos e 941 novos casos de covid nas últimas 24 horas

Portugal voltou a registar nas últimas 24 horas uma ligeira redução no número de infeções confirmadas pelo coronavírus SARS-CoV-2, com 941 casos, e três mortes associadas à covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde. O boletim epidemiológico …

"Cemitério verde". Estado de Oregon irá permitir (brevemente) a compostagem de corpos humanos

O estado de Oregon tornou-se o terceiro dos Estados Unidos a legalizar um novo processo de compostagem do corpo humano. A governadora do Oregon, Kate Brown, aprovou o projeto de lei que irá permitir o sepultamento …

Responsável pelo RGPD demitido por Medina trabalhava há 33 anos na Câmara de Lisboa

O encarregado de proteção de dados da Câmara Municipal de Lisboa, que o presidente Fernando Medina exonerou devido à polémica da partilha de dados de ativistas com a embaixada da Rússia, trabalhava na autarquia há …

Portugal quase a entrar na "zona vermelha de risco". Variante Delta prevalece em Lisboa e Vale do Tejo

A região de Lisboa está sobre pressão há algumas semanas, mas o resto do país também está prestes a entrar numa situação epidemiológica menos boa. A incidência nacional encontra-se próxima dos 120 casos por 100 …

Pandemia continua a "empurrar" reclusos para fora das grades. Já saíram 2850

As cadeias portuguesas continuam a soltar reclusos que ainda não cumpriram toda a pena, numa altura em que não existem praticamente casos de infecção por covid-19 no sistema prisional. O regime especial de perdão das penas, …