Laboratório cria método revolucionário de transmissão de energia elétrica sem fios

3091

Alanson Sample et al / Disney Research

-

A rede de laboratórios que apoia os estúdios de cinema Disney criou um método de transmissão de energia sem fios numa sala, que permite carregar aparelhos eletrónicos sem usar cabos.

O método, descrito num artigo publicado na edição digital da revista científica PLOS ONE, foi testado numa sala especialmente construída para o efeito: a divisão tinha paredes de alumínio, bem como teto e chão aparafusados a uma estrutura também de alumínio.

Uma liga de cobre, com uma ranhura, foi colocada no centro da sala. Na ranhura foram inseridos condensadores, ou seja, componentes que armazenam cargas elétricas.

Os cientistas asseguram que conseguiram gerar, em segurança, ondas magnéticas que encheram o interior da sala, tornando possível o fornecimento de energia a vários telemóveis, ventoinhas e lâmpadas em simultâneo.

O método, sustentam, induziu correntes elétricas nas paredes, chão e teto metalizados da sala, que, por sua vez, geraram campos magnéticos que se difundiram no interior da divisão.

Tal permitiu que a energia fosse transmitida de forma eficiente para bobinas que funcionavam na mesma frequência de ressonância que a dos campos magnéticos. As correntes elétricas induzidas foram canalizadas através de condensadores, que isolam potenciais campos elétricos prejudiciais.

Alanson Sample et al / Disney Research

-

“As nossas simulações mostram que podemos transmitir 1,9 kilowatts de energia, o equivalente à necessária para carregar 320 smartphones ao mesmo tempo“, explica um dos criadores da tecnologia, Matthew J. Chabalko, num comunicado hoje divulgado pela Disney Research, a rede de laboratórios dos estúdios de cinema norte-americanos.

Para o principal investigador da Disney Research, Alanson Sample, o novo método permitirá que a energia elétrica se torne “tão omnipresente quanto o wi-fi”, podendo ser usado em robôs, telemóveis ou computadores portáteis sem ter que ser necessário substituir baterias e cabos.

A rede de laboratórios da Disney desenvolve investigação em computação gráfica, animação, processamento de vídeo, robótica, computação móvel e redes sem fios.

2 COMENTÁRIOS

  1. Fazer uma demonstração é fácil, agora por isto onde as pessoas passam uma parte importante da sua vida já é outra coisa!
    Lembram-se das linhas de alta tensão? Que dizem, erradamente, que fazem mal à saúde, esta notícia é viver com campos magnéticos milhares de vezes mais potentes à nossa volta! (isto é, ter uns milhares de telemóveiis a funcionar encostados à nossa cabeça!

RESPONDER

Através do estudo de magnetizações remanescentes em antigos meteoritos, uma equipa do MIT determinou que a nebulosa solar - o vasto disco de gás e poeira que veio a formar o Sistema Solar - durou entre 3 e 4 milhões de anos

Cientistas estimam o tempo de vida da nebulosa solar

Há cerca de 4,6 mil milhões de anos atrás, uma enorme nuvem de hidrogénio gasoso e poeira colapsou sob o seu próprio peso, eventualmente achatando-se num disco chamado nebulosa solar. A maioria deste material interestelar contraiu-se …

-

Comer mais gordura é mais prejudicial para os homens do que para as mulheres

As gorduras são essenciais na nossa dieta, e os especialistas recomendam que correspondam a 20% a 30% das calorias que consumimos diariamente. Mesmo assim, é do conhecimento geral que comer muita gordura pode ser prejudicial para …

-

FC Porto vence Boavista e não larga Benfica

Um golo de Soares, aos sete minutos, deu hoje o triunfo ao FC Porto em casa do Boavista por 1-0, em jogo da 23.ª jornada da I Liga de futebol que deixa os 'dragões' novamente …

Manuel Vicente, vice-presidente de Angola

Jornal de Angola critica justiça portuguesa: "Tanta falta de vergonha"

O Jornal de Angola retomou este domingos as críticas a Portugal, afirmando que "custa ver tanta falta de vergonha", a propósito da divulgação pela comunicação social do processo na Justiça portuguesa envolvendo o vice-presidente angolano, …

Neil Fingleton, Mag the Mighty em Guerra dos Tronos

Morreu o homem mais alto do Reino Unido (e da Guerra dos Tronos)

Morreu este sábado, vítima de ataque cardíaco, o actor e basquetebolista britânico Neil Fingleton, o homem mais alto do Reino Unido. O malogrado actor Neil Fingleton, de 36 anos, desempenhava vários papéis na série 'Guerra dos Tronos', …

O 'coração' de Marte

NASA publica foto inédita do coração de Marte

A agência espacial norte-americana NASA publicou uma imagem rara da superfície marciana, na qual se pode observar a rocha-mãe do planeta vermelho. De acordo com a NASA, a maior parte da superfície do quarto planeta do …

O actor Bill Paxton

Actor Bill Paxton morre após cirurgia

O ator norte-americano Bill Paxton, conhecido pela sua participação em filmes como "Aliens" ou "Titanic", morreu no sábado, aos 61 anos, na sequência de complicações após uma cirurgia, divulgou hoje a imprensa norte-americana. Citado pela revista …

-

O “telefone mais destrutivo da história” é falso

O director do Museu de Comunicações de Frankfurt aponta discrepâncias quanto ao suposto telefone vermelho de Adolf Hitler, apresentado como a “arma mais destrutiva” da história, recentemente vendido por 239 mil euros em leilão - …

O ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio

Núncio "confessou responsabilidade" (e o país "deve-lhe muito")

O PCP considerou hoje que a "confissão" do ex-secretário de Estado Paulo Núncio no caso das transferências para 'offshore' responsabiliza não só o CDS, mas também o PSD e o anterior Governo. O antigo secretário de …

Freedom 251, o smartphone indiano de 3 euros

Criador do smartphone de 3 euros foi preso por fraude

Mais uma vez se comprova que quando as coisas parecem boas demais para serem verdade... quase sempre o são: e o smartphone de 3.29 euros que nunca se veio a concretizar não é excepção. Há um …